Menu

Contraproposta do CNPEM garante inflação e benefícios; confira os detalhes

As reuniões negociais entre SINTPq e CNPEM resultaram na contraproposta a ser deliberada sexta-feira (16), às 14h, no Auditório do Anel. Os dois principais objetivos manifestados pelo sindicato e pelos trabalhadores na última assembleia foram alcançados: recompor a inflação e garantir a manutenção dos benefícios.

Durante as tratativas, o sindicato insistiu na correção dos salários e benefícios pelo IPCA do período (3,22%), argumentando sobre a importância da manutenção do poder de compra dos funcionários. No decorrer do processo, a empresa concordou com a recomposição salarial. Esse feito tem sido cada vez mais difícil nas instituições dependentes de recursos federais. Como exemplo na categoria, é possível mencionar a Amazul, empresa na qual os funcionários realizaram greve nos últimos dois anos para buscar judicialmente a recomposição inflacionária.

Em relação ao Vale Alimentação, a empresa desejava manter o benefício sem qualquer alteração nos valores. Esse foi outro tópico em que o sindicato persistiu até o fim das negociações. Após amplo debate, o CNPEM propôs pagar os valores referentes ao IPCA do período na forma de parcela única em dezembro, mês em que os trabalhadores têm custos adicionais com as celebrações familiares e entram em férias. O valor adicional creditado será de R$ 231,84 e o benefício seguirá com os R$ 600,00 atuais.

Sobre a participação dos funcionários no Vale Refeição, Vale Transporte e Assistência Médica, a direção do Centro apresentou a proposta descrita nas tabelas a seguir. Segundo o CNPEM, o objetivo das mudanças é simplificar e facilitar o entendimento das normas.

Vale Transporte

  • • Aplicável ao transporte público municipal e transporte intermunicipal
  • • Proposta: 3% do salário nominal limitado a 50% da despesa com o Vale Transporte
  • • Os funcionários não têm participação nos custos do serviço de transporte fretado

A empresa não garantiu a data-base, o que dificulta a continuidade das negociações. Portanto, em caso de recusa, os profissionais devem estar dispostos a realizar mobilizações coletivas (manifestações, paralisações ou greve), pois o prolongamento das trativas sem a garantia de retroatividade nos reajustes poderá resultar em perdas salariais. 

Na visão do SINTPq, a contraproposta apresentada representa o limite possível dentro da via negocial. Portanto, caberá aos trabalhadores e trabalhadoras avaliarem se as condições são suficientes. Além disso, os profissionais deverão julgar se há disposição coletiva para o início de processos mobilizatórios, voltados para a obtenção de melhores propostas. Como sempre, o sindicato seguirá a deliberação da assembleia.

Não deixe de participar desse momento decisivo votando e manifestando sua opinião! 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Pelo presente edital, o SINTPq – Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região, convoca todos os trabalhadores do CNPEM a participarem da Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada em 16 de agosto de 2019, às 14h, no auditório do Anel, para deliberar a seguinte ordem do dia:

1) Deliberação da contraproposta da empresa para assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020;
2) Campanha de Sindicalização;
3) Outros assuntos.

Fica estabelecido que não havendo quórum, a Assembleia será realizada, em segunda convocação 30 minutos após, com qualquer número de presentes.

José Paulo Porsani
Presidente SINTPq

voltar ao topo