Campanha Salarial: Direção do CPqD frustra negociação

19/01/2016

O SINTPq se reuniu na manhã de hoje, dia 19, com representantes do CPqD em mais uma rodada de negociações da Campanha Salarial. As tratativas foram dificultadas pela postura intransigente da empresa, que se negou a recompor a inflação nos salários de seus funcionários.

A empresa apresentou apenas 2,47% de reajuste para todos os funcionários e o pagamento de abono único de 30% do valor mensal do salário a ser creditado junto com o pagamento das férias. O CPqD erra ao dizer que abono de 30% garante a recomposição de 4,97%, uma vez que o mesmo não é incorporado ao salário. A quem eles querem enganar?

Com essa proposta, a direção do Centro deixa claro que os trabalhadores e trabalhadoras do CPqD não são sua prioridade. Não reajustar as remunerações no mínimo pela inflação é o mesmo que rebaixamento salarial, e isso o SINTPq não irá tolerar.

Como se a proposta de reajuste já não fosse ridícula o suficiente, a direção do CPqD sugere, ainda, o pagamento dos valores retroativos aos salários de novembro, dezembro e janeiro em SEIS parcelas a partir de 1º de março. Tal condição nunca foi vista pela diretoria do SINTPq em 25 anos de negociações nas quase 30 empresas de sua base.

Em meio a tantas perdas que a proposta apresentada gera aos trabalhadores, a empresa aceitou repor a inflação apenas do Vale Alimentação e do Auxílio Creche, reajustando os mesmos em 9,93%.

Os valores apresentados na proposta são incompatíveis com um dos últimos comunicados da direção do CPqD sobre os resultados de 2015, que apresentou uma diminuição considerável das dívidas de empresas com o Centro e recordes de vendas.

Com essa postura, a atual direção do CPqD finalmente mostra a que veio e mais uma vez desvaloriza o capital mais importante da instituição: o conhecimento e dedicação de seus funcionários, que todos os dias contribuem com o desenvolvimento tecnológico da empresa e do país. O sindicato defende a valorização do capital humano como forma de se garantir um futuro perene e promissor para o Centro.

Jogar o ônus de sucessivos erros administrativos nas costas dos trabalhadores é uma postura desumana por parte da empresa. Os funcionários não podem pagar pela má gestão dos recursos financeiros do Centro promovida por seus gestores.

Se o CPqD está na UTI, como insiste em dizer o dirigente máximo da empresa, as atuais atitudes de sua gestão certamente levarão a instituição ao necrotério.

Na próxima terça-feira (26), às 8h00, o sindicato realizará uma assembleia com os trabalhadores do CPqD para deliberar a aprovação ou recusa da contraproposta da empresa e discutir os rumos da Campanha Salarial.

A assembleia será deliberativa e seu resultado será crucial para todos. Sendo assim, a participação de todos os funcionários é mais uma vez fundamental. Compareça e traga suas opiniões e contribuições. A decisão está na mão dos trabalhadores! 

Clique aqui e confira a ata da reunião de negociação desta segunda-feira.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Sindicato dos Trabalhadores em Atividades (Diretas e Indiretas) de Pesquisa e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia de Campinas e Região – SINTPq, convoca todos os trabalhadores do CPqD para que compareçam na Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no próximo dia 26 de janeiro de 2015, no auditório da empresa - Rua Dr. Ricardo Benetton Martins S/N - Polo II de Alta Tecnologia Campinas – /SP – às 08h00 horas em primeira convocação e não havendo quórum às 08h30 em segunda convocação com qualquer número de pessoas presentes para deliberar sobre a seguinte pauta:

1) Avaliação, discussão e deliberação da proposta da empresa para assinatura do acordo coletivo data-base novembro de 2015;

2) Havendo recusa na proposta da empresa: Deliberação quanto a decretação de greve ou instauração de dissídio coletivo;

3) Outros assuntos.

Régis Norberto Carvalho
Presidente - SINTPq

 

Filie-se ao SINTPq. Aqui você tem apoio!