Campanha salarial do CPqD: Sindicato insiste em política de aumento real

13/10/2010

Na contra-mão do País, na contra-mão do que a própria diretoria do CPqD prevê, de prosperidade para a empresa nos próximos cinco anos, novamente o CPqD insiste numa política que é incompatível com os anseios dos trabalhadores e com o que vem sendo aplicado no mercado. Sinalizam que não alterarão o princípio do CPqD: nenhum aumento real. O salário médio do CPqD caiu, e o menor salário de nível médio caiu para menos de mil reais, enquanto os traba-lhadores aumentaram sua produtividade no último ano - maior faturamento com número menor de funcionários! Não é à toa que a pesquisa de clima reflita isso. Na reunião do dia 28/09, o CPqD tentou mostrar números de progressão de carreira e de salário médio do CPqD que supostamente teria aumentado, mas que só confirmaram nossas previsões: o CPqD não vem aplicando continuamente os 2% na folha para progressões ao longo dos últimos 12 anos. Uma nova assembléia poderá ser chamada a qualquer momento.