CPqD: Diretoria é reconduzida e SINTPq espera nova postura

12/07/2016

No último mês de junho, a atual diretoria executiva do CPqD passou por um processo de recondução. O SINTPq espera que esse fato resulte em uma nova atitude da direção para mudar o preocupante quadro atual do Centro. 

Mudanças são urgentes. Nos últimos dias, o SINTPq recebeu 13 solicitações de homologação decorrentes de pedidos de demissão. Os motivos para esse cenário não são difíceis de identificar, uma vez que desde 1º de novembro de 2014, os funcionários estão com o mesmo valor de Vale Refeição, salário e Auxílio Creche. Tal situação é resultante da recusa da direção do Centro em priorizar seus profissionais, garantindo, pelo menos, a recomposição de seu poder de compra. 

Apesar do SINTPq ter entrado em Dissídio Coletivo, sempre cobrou nas negociações que a empresa implementasse imediatamente, como forma de antecipação, os reajustes propostos antes da abertura do processo. Tal reivindicação foi negada pela direção do Centro nesta Campanha Salarial, que preferiu deixar seus funcionários de mãos vazias enquanto o processo se estende e aguarda decisão judicial. 

Dessa forma, o CPqD segue debilitando sua força de atuação por escolher penalizar justamente seu patrimônio mais precioso: seus profissionais, que contribuem todos os dias com o desenvolvimento tecnológico nacional.

Aos trabalhadores que permanecem, resta apenas a desmotivante realidade de desvalorização e ausência de perspectivas. É evidente que um ambiente profissional marcado pelo descontentamento compromete a produtividade de qualquer empresa e o CPqD está arcando com esse custo. 

Mesmo com os desentendimentos negociais e judiciais, o SINTPq sempre se colocou a disposição para contribuir com ações que visassem a melhora do ambiente interno da instituição. Infelizmente, tais atitudes não estão sendo priorizadas e os recentes pedidos de demissão comprovam isso.

Para o SINTPq, é fundamental que a gestão recém reconduzida olhe para esses problemas e busque soluções junto aos funcionários. O trabalhadores são os maiores responsáveis pelos sucessos do CPqD. Não é justo que sejam eles os maiores penalizados nos momentos de dificuldade.