CPqD: Em votação apertada, trabalhadores encerram Campanha Salarial

12/12/2014

Os trabalhadores do CPqD decidiram pela aprovação da contraproposta da empresa para a Campanha Salarial 2014/2015. A decisão foi votada em assembleia realizada na manhã da última quinta-feira, dia 11, no auditório do CPqD. O resultado da votação foi extremamente acirrado, sendo definido por 171 votos favoráveis à contraproposta contra 163 contrários e 03 abstenções.

O ACT aprovado garante um reajuste de 6,59%, referente ao IPCA, e um aumento real de 0,31% para salários até R$ 5.583,00. Remunerações com valores entre R$ 5.583,01 e R$ 11.656,00 terão apenas uma correção referente ao IPCA. Salários acima de R$ 11.656,00 receberão um aumento fixo no valor de R$ 785,44 e de R$ 537,00 para cargos designados. Todos os reajustes são retroativos a 1º de novembro.

“A votação apertada mostra o descontentamento dos funcionários com a proposta. Os percentuais são ruins e as cláusulas dos deslocamentos devem ser mais discutidas, para que ofereçam uma compensação financeira aos trabalhadores”, afirmou uma funcionária do CPqD após a assembleia.

O auxílio alimentação será reajustado também em 6,59%, de acordo com a inflação, passando para um montante de R$ 705,09. O valor do auxílio creche também será corrigido com base no índice inflacionário, sendo elevado para R$ 357,61.

O SINTPq defendeu a recusa da proposta por considerá-la muito distante do ideal, já que o reajuste escalonado - deixando de contemplar o IPCA para os maiores salários - representará redução nos custos do CPqD com a folha de pagamento. O montante final representará, portanto, um incremento menor que o IPCA.

A proposta também não apresenta uma solução para os deslocamentos em viagens e, por mais uma vez, posterga a discussão.

Em relação ao ano anterior, o faturamento do CPqD em 2014 terá um incremento de R$ 20 milhões. No entanto, apesar do acréscimo em suas receitas, a empresa diminuiu o número de trabalhadores com a demissão de funcionários mais velhos “de casa”. Por outro lado, a rotatividade dos trabalhadores mais novos é crescente, já que migram para outras empresas em busca de melhores salários.

Com a aprovação em assembleia, o novo ACT será registrado no Ministério do Trabalho e Emprego e ficará disponível para consulta no site do SINTPq.

Confira a galeria de fotos.

Confira vídeo da assembleia.