Dissídio não é o ponto final de Campanha no CPqD

11/11/2011

>

 

 

Dissídio não é o ponto final de Campanha no CPqD

Mesa redonda no Ministério do Trabalho acontece dia 17 

O SinTPq pediu a Gerência Regional do Trabalho (GRT) que intermediasse uma mesa redonda entre SinTPq e CPqD como última tentativa de acordo. O órgão atendeu esta se manifestou prontamente e já está agendou o encontro para o dia 17, quinta-feira. 

O dissídio coletivo aprovada na assembleia do dia oito não fecha as portas para negociações diretas entre. Na mesma carta que foi enviada ao Centro informando sobre a decisão dos trabalhadores, o Sindicato informa a tentativa junto ao GRT.

Paralelo a mesa redonda, a assessoria jurídica do Sindicato prepara a documentação para pedir a intervenção da Justiça do Trabalho. Sempre, focando no aumento real, a palavra de ordem dos trabalhadores.

Os trabalhadores aprovarem o dissídio e o Sindicato tomar a iniciativa de procurar um mediador foi a resposta encontrada para o descaso que o CPqD tratou as negociações. Em cinco reuniões não se dignou a negociar efetivamente as demandas da pauta de reivindicação.

 

Veja aqui a carta enviada ao CPqD

Veja aqui mais sobre dissídio