IPT: Justiça nega tutela antecipada, mas dissídio segue normalmente

10/08/2021

Nesta semana, o pedido de tutela antecipada feito pelo jurídico do SINTPq foi negado pela Justiça do Trabalho. O pedido solicitava a imediata recomposição inflacionária nos salários e benefícios dos profissionais do IPT, uma vez que os mesmos estão em iminente prejuízo. 

Infelizmente, o judiciário entendeu que a questão deve ser definida com o prosseguimento do Dissídio Coletivo de Greve. Dessa forma, mesmo com o objetivo de curto prazo não sendo alcançado, o processo seguirá transcorrendo e as possibilidades de vitória permanecem. 

Vale lembrar que a apreciação do judiciário terá como base a pauta de reivindicações deste ano. Isso porque a direção do IPT não concordou com a proposta conciliatória feita pelo desembargador responsável, que sugeria o pagamento do INPC em três parcelas iguais. Além disso, durante a assembleia de 2 de agosto, os trabalhadores e trabalhadoras decidiram por não apresentar contraproposta diferente da pauta reivindicatória.

O SINTPq e seu jurídico seguirão acompanhando os desdobramentos do processo. Havendo novidades, os ipteanos e ipteanas serão informados e, se necessário, assembleias serão convocadas. O estado de greve continua e a paralisação das atividades pode retornar a qualquer momento, caso os trabalhadores julguem pertinente. 

É importante manter o espírito de mobilização. Por isso, compartilhe as notícias com seus colegas, converse sobre os desdobramentos da campanha salarial e informe todos sobre a importância dessa luta. Se você já é sócio do SINTPq, dialogue com seus amigos sobre a importância da sindicalização. É o apoio dos associados que mantém a estrutura física e jurídica do sindicato, que se mostra tão imprescindível nesses momentos.