PESQUISADOR DO IPT É DEMITIDO

24/11/2011

Texto colaboração

Paulo Roberto Martins, sociólogo, Doutor em Ciências Sociais, pesquisador em trajetórias tecnológicas e meio ambiente, vem desde 2002 trabalhando com a nanotecnologia e seus impactos sócias, ambientais, econômicos e éticos. Em 2004, fundou a Rede de Pesquisas em Nanotecnologia, Sociedade e Meio Ambiente – RENANOSOMA, hoje constituída por 35 pesquisadores de 12 Estados brasileiro.

Vem também desenvolvendo trabalhos de divulgação cientifica no sentido de estabelecer um processo de engajamento publico visando tornar a população não especialista, em especial os trabalhadores, num agente importante no processo decisório do desenvolvimento das nanotecnologias no Brasil.

O pesquisador Paulo Martins por seu histórico e suas posições e visão sobre a necessidade de se promover a informação e o debate público dos possíveis impactos econômicos, sociais e ambientais positivos e negativos das nanotecnologias sobre TODAS AS ÁREAS da atividade humana foi demitido do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. 

O SinTPq repudia este ato perseguitório e conclama todos os trabalhadores de sua base e a sociedade civil à assinarem o ABAIXO ASSINADO PELA REVOGAÇÃO DA DEMISSÃO DO DR. PAULO ROBERTO MARTINS QUE ENCONTRA-SE NA PÁGINA: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N16376