Trabalhadores do CTC encerram campanha salarial

23/01/2017

Em assembleia realizada na sexta-feira, dia 20, os funcionários do CTC aprovaram uma das propostas da empresa e encerraram a campanha salarial 2016/17. A opção escolhida garante o reajuste de 100% do INPC para salários até R$ 14.200,00 e de 80% do mesmo índice para remunerações acima desse valor. Os reajustes serão pagos de forma retroativa a 1º de novembro de 2016.

Os demais benefícios econômicos serão corrigidos de forma integral pelo INPC e todos os trabalhadores do Centro passarão a ter direito à previdência privada. Em contrapartida, será retirada do Acordo Coletivo a cláusula que estabelece o pagamento de adicional correspondente a 70% do salário em casos de demissão de funcionários com mais de 45 anos de idade e cinco de trabalho na empresa.

Durante a assembleia, o Sindicato defendeu a retomada das negociações e expôs as perdas que a aprovação das propostas representaria, uma vez que ambas não contemplam a reposição inflacionária para todos os profissionais. Outro ponto destacado pelos diretores do SINTPq foi a recusa da empresa em discutir duas das principais reivindicações dos trabalhadores, sendo elas a licença maternidade de 180 dias e a implementação de uma cesta básica para os funcionários.

Além dos prejuízos salariais, a aprovação da contraproposta resultará na perda de mais um benefício dos trabalhadores, que garantia um adicional à boa parcela dos profissionais demitidos. Em função de mais esse retrocesso, o SINTPq deixou claro durante a assembleia que, caso os trabalhadores não participem ativamente e demonstrem engajamento junto ao Sindicato, a próxima campanha salarial seguirá a lógica de redução salarial e perdas de direitos praticada pela empresa até o momento.

A expectativa do SINTPq é que os profissionais do CTC estejam presentes nas próximas negociações, comparecendo às assembleias, acompanhando os debates, emitindo suas opiniões e se filiando ao Sindicato. Dessa forma, o SINTPq terá cada vez mais representatividade e consequente poder de negociação perante a direção do Centro.