Menu

Venturus: Trabalhadores mantêm compensação do dia 19/11

Em assembleia nesta segunda-feira (18), os profissionais do Venturus discutiram a compensação e o trabalho no dia 19 de novembro, véspera de feriado. Recentemente, a empresa manifestou interesse em manter as atividades nessa data, mesmo com a questão já definida no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Por votação quase unânime, os presentes recusaram a proposta do Venturus, que, em troca do dia 19, garantia 16 horas de liberação. Metade desse tempo seria utilizado nos jogos do Brasil na Copa do Mundo. As 8 horas restantes seriam divididas entre os dias 1º e 26 de julho, reduzindo a compensação diária em 4 minutos.

Após a recusa, não houve consenso sobre uma contraproposta a ser levada à empresa. Portanto, a decisão dos trabalhadores é pelo cumprimento do ACT, mantendo a compensação do dia 19 de novembro.

Acordo Coletivo garantiu a vontade dos trabalhadores

Infelizmente, muitas pessoas ainda desconhecem a importância dos acordos e negociações coletivas, conduzidas todos os anos pelo SINTPq. O alto índice de recusas à contribuição sindical é uma prova dessa realidade no Venturus.

O ACT é uma garantia aos direitos e vontades dos trabalhadores, que são discutidas e acordadas durante a campanha salarial. Sem ele, a empresa poderia alterar benefícios e dias pontes ao seu bel prazer, pois não são questões regidas pela CLT.

Este momento deve servir como ponto de reflexão sobre a importância da atividade sindical. Somente o fortalecimento da representatividade, por meio da sindicalização, poderá manter esse trabalho nas próximas campanhas salariais.

A direção do Venturus já sinalizou que os dias pontes serão rediscutidos na próxima negociação. Neste momento adverso, cabe aos trabalhadores e trabalhadoras decidirem o quão forte querem que sua entidade representativa seja.

voltar ao topo