Campanha salarial do IPT começa na mesmice

16/05/2017

Na manhã de hoje, dia 16, foi realizada a primeira reunião de negociação da Campanha Salarial 2017/18, na qual estiveram presentes os representantes do Sindicato, da Comissão de Empregados e da direção do IPT.

Como era de se esperar, o IPT apresentou o amarelado documento enviado pela Comissão de Política Salarial (CPS), que orienta os processos de negociação que as empresas devem seguir.

Em resumo, o IPT nada pode melhorar nos benefícios dos IPTeanos e IPTeanas! Só aceita manter as redações das cláusulas do acordo anterior. Com relação aos pontos econômicos, aguarda a definição das outras empresas coirmãs e o resultado do índice IPC-FIPE de maio, que deve ficar em torno de 3%, para se posicionar a respeito.

Tanto Sindicato quanto os representantes dos empregados apontaram para pontos sensíveis que devem ser levados em consideração pela diretoria do IPT:

1) Assistência Médica compulsória custeada pelo IPT e com participação simbólica do trabalhador;
2) Cesta Básica com valor igual para todos os trabalhadores;
3) Resgate do Auxílio Doença de 1 ano para todos os trabalhadores, mesmo que aposentados;
4) Abonos de ausências para acompanhamento de filhos, cônjuge e pais por qualquer motivo de saúde realizado diretamente pelo Gabinete Médico;
5) Pratica de igualdade de gênero para todos os casos e em todos os benefícios no IPT.

Agora a “Lição de Casa” está com a diretoria do IPT em buscar junto ao Governo do Estado de São Paulo os “sins” aos inúmeros “nãos” que tivemos nesta primeira reunião de negociação. É ver para crer...