CPqD ainda não apresentou contraproposta, mas data-base está garantida

31/10/2014

A campanha salarial dos trabalhadores da Fundação CPqD segue para a terceira reunião de negociação. Sem avanços nos dois primeiros encontros, SINTPq e CPqD voltam à mesa de negociação na próxima terça-feira, dia 4, para discutir as demandas apresentadas pelos trabalhadores.

Neste ano, estão em discussão cláusulas econômicas e pontos pendentes do ano anterior, já que o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) atual tem vigência até 2015. Os funcionários reivindicam o reajuste dos salários e benefícios pelo IPCA acrescido de 3% de aumento real, pagamento de horas extras no deslocamento de viagens e melhorias no benefício do auxílio medicamento.

Outras demandas que afetam as relações de trabalho e foram apresentadas pelos funcionários, como horas extras e estabilidade pré-aposentadoria, também serão discutidas pelos diretores do SINTPq em mesa de negociação com a empresa.

Com o ACT atual vigente até 2015, a data-base dos trabalhadores está garantida e todos os benefícios serão aplicados de forma retroativa.