CPqD recebeu R$ 18 mi do Governo Federal em dezembro

19/01/2017

Apesar de durante toda a campanha salarial a direção do CPqD manter um discurso de dificuldade financeira, especialmente em seu fluxo de caixa, somente em dezembro de 2016 o Centro recebeu R$ 18.297.525,63 do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC). Os repasses foram feitos através do FUNTTEL/Finep (Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações). As informações estão disponíveis no Portal da Transparência.

Entre janeiro e novembro de 2016, a Fundação recebeu R$ 20.299.623,73 do Governo Federal. Esse valor, somado ao montante recebido em dezembro, representa um total de mais de R$ 38 milhões em recursos durante o ano, valor superior aos R$ 35 milhões previstos pelo CPqD no PAR (Plano de Aplicação de Recursos).

Acesse o link e confira detalhes de cada liberação.

Além dessas notícias positivas para o Centro, a Padtec, empresa ligada ao grupo CPqD, obteve superávit em 2016 e prevê crescimento para este ano, segundo informações noticiadas nesta semana. Confira a reportagem completa.

Momento de diálogo e reflexão

O SINTPq planeja promover neste ano um debate junto à instituição e seus funcionários sobre a atual situação financeira do CPqD e espera contar com o apoio do Ministério Público e sua curadoria de fundações. O objetivo é que o MP promova uma auditória nas contas do Centro, em especial na dívida contraída nos últimos anos.

O cenário é de incertezas e exige que sejam debatidas questões como despesas e receitas, planejamento estratégico, previdência privada, realocação interna, novas contratações e recuperação salarial. Outro ponto a ser equacionado é a necessidade ou não da manutenção de quatro vice-presidentes na Fundação.

A direção do SINTPq espera que os trabalhadores participem ativamente deste debate, enviando sugestões e comentários a respeito do cenário enfrentado pelo CPqD e suas possíveis alternativas através do e-mail comunicacao@sintpq.org.br.

Somente com profissionais conscientes e informados será possível garantir um futuro promissor para o CPqD e obter avanços nas condições de trabalho da instituição.