CPqD: Trabalhadores paralisam atividades e deliberam por nova mobilização na segunda-feira (5)

02/12/2016

SINTPq e trabalhadores realizaram na manhã de hoje, dia 2, nova paralisação na portaria do Polis reivindicado a retomada das negociações da campanha salarial. O objetivo do movimento foi pressionar a direção do Centro e seu conselho curador, que esteve reunido no CPqD durante a mobilização. Uma nova paralisação foi sugerida e deliberada pelos funcionários e ocorrerá na segunda-feira (5), no mesmo horário e local.

Durante toda a manifestação, SINTPq e funcionários deixaram claro aos conselheiros que exigem agilidade no processo negocial e mais respeito por parte da direção do Centro.

Os membros do conselho curador foram insistentemente convidados a manifestarem uma resposta aos trabalhadores mobilizados. Entretanto, tanto empresa quanto conselheiros não deram retorno às reivindicações dos funcionários.

O SINTPq não aceitará a conduta adota pela empresa, que se nega a realizar nova reunião de negociação antes da mediação no Ministério do Trabalho e Previdência Social. Apesar da antecipação da mesa redonda no MTPS estar sendo solicitada pelo Sindicato, caso a postura da empresa não mude, as negociações poderão retornar apenas em 2017.

Uma nova rodada de negociação diretamente com a empresa continuará sendo cobrada pelo SINTPq, a fim de garantir um natal e fim de ano com melhores expectativas para os profissionais do CPqD, que há 24 meses sofrem sem reajustes nos salários e benefícios.

Problemas na entrada
Mais uma vez a direção do CPqD descumpriu o Acordo Coletivo de Trabalho, que garante ao SINTPq o direito de comunicar-se com os trabalhadores que utilizam o transporte coletivo. O Sindicato não foi autorizado a repassar seu informativo nos ônibus, o que gerou um grande impasse e consequente congestionamento no trânsito.

O SINTPq espera que a empresa reveja suas práticas e essa proibição não ocorra novamente na mobilização de segunda-feira. Dessa forma, transtornos poderão ser evitados.

Dissídio coletivo
No próximo dia 14 de dezembro, às 13h, a manutenção do processo de dissídio coletivo será julgada em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Todos os trabalhadores estão convidados para acompanhar o julgamento. O TRT está localizado na Rua Barão de Jaguara, 901 – Centro, em Campinas.

PARALISAÇÃO NA SEGUNDA-FEIRA 05/12!
ASSEMBLEIA PERMANENTE
A PARTIR DAS 8H
NA PORTARIA PRINCIPAL DO POLIS