Sindicato e CPqD se reúnem no MTPS. Nova reunião ocorre dia 15

13/12/2016

SINTPq e CPqD se reuniram na tarde de ontem sob a mediação do Ministério do Trabalho e Previdência Social para retomar as tratativas da campanha salarial. Novamente, a direção do Centro não acatou a decisão dos trabalhadores em assembleia, que deliberaram pela não vinculação das negociações com o dissídio coletivo de 2015.

Em sua nova oferta, a empresa manteve sua última contraproposta e acrescentou apenas a concessão dos dias-ponte de 2017. A inclusão de apenas este item torna questionável a decisão do Centro de retomar as negociações apenas na mediação, uma vez que causou 14 dias de espera aos seus profissionais para alterar somente um tópico de sua proposta anterior.

Durante a mesa redonda, o responsável pela mediação sugeriu que a lógica da negociação fosse invertida, sendo resolvido inicialmente o dissídio coletivo e, em seguida, a campanha salarial deste ano. Acatando a posição do mediador, o SINTPq aceitou a recomendação e propôs que o pagamento de 9,93% fosse feito a partir de novembro de 2016, enquanto que os retroativos poderiam ser condicionados à entrada de recursos financeiros. Dessa forma, a ação de dissídio seria retirada imediatamente e o pagamento dos 7,87%, referentes à campanha salarial deste ano, seria discutido a partir de agora.

Inicialmente, o CPqD recusou a sugestão do Sindicato e uma nova rodada de negociação no MTPS foi agendada para quinta-feira, dia 15, após solicitação do mediador. Em contrapartida, a mediação pré-processual marcada para a manhã de hoje no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) foi suspensa a pedido da empresa.

O SINTPq espera que a direção do Centro busque resolver os impasses da campanha salarial e melhore sua proposta na próxima reunião.