Profissionais do IPT rejeitam contraproposta e deliberam indicativo de greve para 26/07

29/06/2021

Em uma grande demonstração de união e disposição para lutar, os profissionais do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) rejeitaram a contraproposta do Instituto, de 0% de reajuste nos salários e benefícios, e aprovaram indicativo de greve para 26/07. A decisão foi discutida e deliberada por 97% dos votos em assembleia na noite de ontem, dia 28 de junho.

Além do indicativo, os presentes aprovaram a instauração de estado de greve de 30 dias. Nesse período, o SINTPq buscará avançar nas negociações dialogando com a direção do IPT e buscando conciliações na Justiça do Trabalho. O objetivo é encontrar soluções pela via negocial, sem a necessidade de movimento paredista. Entretanto, caso o Instituto e o governo estadual mantenham sua postura, a mobilização grevista será o único caminho restante.

Ao longo do estado de greve, sindicato e trabalhadores também intensificarão ações de luta. O SINTPq buscará apoios externos, em entidades que defendem a ciência e também na Alesp, para pressionar politicamente o governo estadual. Além disso, serão planejadas mobilizações com faixas e atos simbólicos na portaria do IPT.

Iniciativas nas redes sociais também estão em pauta. Uma delas é a campanha para adesão ao avatar da campanha salarial na foto de perfil do Facebook. Ele conta com os dizeres “sou IPT com orgulho” e “0% de reajuste eu não aceito”. Acesse o link para adicioná-lo na sua foto de perfil: https://www.facebook.com/profilepicframes/?selected_overlay_id=329687058818585

Quem tiver sugestões de ações de luta pode entrar em contato com o SINTPq pelo e-mail comunicacao@sintpq.org.br. Essa é uma luta coletiva, portanto, o apoio de cada trabalhador e trabalhadora, opinando e participando, é fundamental para o sucesso do movimento. Compartilhe as informações deste comunicado com seus colegas que não participaram da assembleia. Converse com eles sobre a importância da mobilização coletiva e contribua com o fortalecimento das ações. 

Confira o cenário nas outras empresas dependentes

Sabesp | Negociação encerrada: 7,81% nos salários e benefícios.

Metrô | Decisão judicial por unanimidade: 7,79% nos salários e benefícios + abono R$2295,00 em 31/01/2022. Empresa informou que cumprirá sentença.

Cetesb | Proposta de conciliação no TRT-SP de 3,3% em agosto/2021 e mais 3,3% a partir de outubro/2021, perfazendo 6,7% nos salários e benefícios. A empresa informou que submeterá à CPS (Comissão de Política Salarial).

Fundação Casa | Decisão judicial por unanimidade de não aplicar correção nos salários e benefícios. Empresa informou que reajustará VR em 9,1% a partir de julho/2021 e VA em 22,3% a partir de janeiro/2022.

 
#JuntosSomosMaisFortes
 
 
whatsapp_image_2021-07-06_at_10-06-00