Demissões no IPT afrontam a categoria

22/06/2012

a sexta-feira, 26 profissionais do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) haviam sido demitidos. O SINTPq suspendeu as negociações da Campanha Salarial 2012 com a instituição e buscou dialogar na tentativa de reverter às demissões dos trabalhadores que solicitaram auxílio ao Sindicato e, após reunião na própria  sexta-feira, a direção se comprometeu a reverter dois desligamentos e reavaliar os demais casos apresentados.

Também existem problemas na forma como o processo foi conduzido. O desconforto geral poderia ter sido evitado caso o SINTPq tivesse sido procurado para o diálogo, pois sua experiência em situações semelhantes poderia ser  útil para minimizar os prejuízos impostos a todos os trabalhadores,  e não só aqueles que foram demitidos e o consequente prejuízo a própria instituição.

Uma das soluções poderia ser a recolocação dos profissionais em outros setores do IPT, o que agregaria valor aos trabalhos em andamento, devido à experiência acumulada. Infelizmente a postura de diálogo não foi adotada pela direção.

 

CS 2012

Na terceira reunião de negociação da Campanha Salarial 2012, realizada na última quinta, dia 21, os representantes do IPT apresentaram uma resposta formal as reivindicações dos trabalhadores: aplicar aos salários e benefícios a reposição pelo IPC-FIPE. A pauta aprovada pelos trabalhadores em assembleia indicava a reposição mais aumento real de 10% para os salários. Veja pauta na integra.

O SINTPq declarou suspensa as negociações até a reversão das demissões dos empregados que pediram o acompanhamento do Sindicato, conforme estipulado na cláusula 15ª do Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2012: Dispensa e aplicação de penalidades: “É facultado ao SinTPq, mediante solicitação, o acompanhamento de processos de dispensas e aplicação de penalidades a empregado”.