Sistel devolve minuta ao CPqD

18/03/2013

>

A forte atuação dos conselheiros representantes dos trabalhadores na Sistel levou a entidade a devolver ao CPqD a minuta de alterações no CPqD Prev. O debate foi baseado no fato da Previc pedir mudanças nas cláusulas do documento que atacam o direito adquirido dos participante que migraram do PBS CPqD para o CPqD Prev. 

Em 2000, foi garantido que os assistidos não seriam penalizados em caso de prejuízos como incentivo para migrarem do antigo plano para o CPqD Prev. Com a nova proposta não há nenhuma garantia, pelo contrário, a lógica apresentada é de não responsabilizar a patrocinadora. Este princípio vai contra o interesse dos trabalhadores e a posição do Sindicato é contra mudanças que possam prejudicar os funcionários em especial aqueles que migraram em 2000. 

Com a devolução do documento, o SINTPq, a Anapar e os representantes dos participantes no conselho da Sistel querem debater com a direção do Centro. Os participantes do CPqD Prev contribuem  com 50% do plano, sendo assim, é justo que qualquer alteração em seu regulamento seja discutida com os mesmos e seus representantes.  A transparência e a construção coletiva fortalecem a democracia e minimizam demandas judiciais.

O pedido da Previc ocorreu após manifestações conjuntas entre SINTPq, Apos e Anapar pela defesa dos direitos adquiridos dos participantes que migraram do PBS CPqD para o CPqD Prev em 2000. A determinação da Previc não contemplou os trabalhadores mais novos, que também abriram mão de direitos do plano PBS CPqD para migrar para o CPqD Prev.

O SINTPq e os conselheiros eleitos estão solicitando ao CPqD uma reunião com o presidente Hélio Graciosa para dialogar sobre as mudanças e encontrar soluções para os problemas apontados nos diversos comunicados feito pelas entidades. 

 

InovaPrev 

Outro ponto aberto é o novo plano. Sua forma está sob forte analise, na minuta do Inovaprev consta que excedentes serão utilizados conforme decisão da patrocinadora, sem nenhuma participação dos assistidos.  

As regras de transição entre os planos serão definidas pelo atuário (profissional que calcula riscos e prêmios relativos a reservas). Estas normas são desconhecidas e há grande chance de serem diferentes das aplicadas hoje no CPqD Prev.

 

Matérias relacionadas

25/01/13 - Articulação SINTPq, APOS e Anapar dá resultados a favor do CPqD-Prev

14/09/12 - Previc pede mudanças no Inovaprev

23/07/2012 - Minuta do Inovaprev traz armadilhas em cláusulas fundamentais

18/05/2012 - Apresentação do Inovaprev: muita propaganda e pouco esclarecimento